sábado, 11 de maio de 2013

A minhoca é o mocinho e a formiga o bandido ?


A minhoca goza de maravilhosa reputação entre os amantes da natureza. Suas galerias arejam o solo e abrem caminho para infiltração de água, seus resíduos fertilizam o solo, se voce ver minhocas em um solo, ele é fértil ! Já as formigas são a praga da humanidade. - Ou o Brasil acaba com a formiga, ou ela acaba com o Brasil ! disse Saint Hilaire no século 19. Pouca saúde e muita saúva, os males do Brasil são. Esta é de Mário de Andrade, já no século 20. Qualquer um olhando a corrente de formigas levando folhinhas iria concordar, mas a realidade é outra. Minhocas não fazem bem para o solo. Elas são uma consequencia em solos saudáveis. Lembra-se do filme do Kevin Costner onde ele ouve uma voz repetindo Construa e eles virão ? Em um solo saudável, úmido, com boa quantidade de matéria orgânica, é muito provável encontrar minhocas. No entanto, coloque um caminhão de minhocas em um solo seco, mal tratado e em dias voce terá um caminhão de minhocas mortas e tudo continuará igual. Já as formigas são comuns em áreas secas, degradadas (tinha uma criação delas no terreno aqui de casa). Elas viviam de pequenos insetos, capim e outras esmolas que haviam aqui, e em troca, elas sim abriam galerias, algumas cultivavam fungos em colônias (um tipo de adubação orgânica) e assim tornavam isto aqui um pouco menos pior. Ainda mais rústicos e também mais benéficos são os cupins, que conseguem digerir celulose. Sabe aquele capim seco e duro que até uma cabra torce o pescoço ? Cupins são capazes de alimentar-se disto, escavam galerias e aos poucos vão melhorando a coisa. Neste fim de semana visitei uma floresta que há 40 anos era um pasto cheio de cupins (eu tinha só 5 anos !). Agora está cheio de minhocas, mas há 40 anos certamente não havia nenhuma. Em Burkina Faso, assim como no Cerrado, os nativos usam cupins e suas galerias para melhorar as áreas porque eles trabalham a custo de capim seco. Faz 12 anos que venho coletando histórias de gente que reconstrói ecossistemas, como estas da minhoca, da formiga e do cupim, e agora afinal o meu livro “Ecologia da Restauração” está pronto, e eu recomendo !

8 comentários:

  1. já está nas livrarias? ainda não encontrei. qual é a editora? abraços.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pelo estímulo. Não está ainda nem na gráfica ! Mas é questão de uma semana ou duas. Me avise de novo se nÃo receber nenhum aviso por email, SMS ou sinal de fumaça...

    ResponderExcluir
  3. Eu também quero o livro. Se tiver como, avise para a gente quando já estiver à venda. Deve ser excelente, se for como seus posts. Obrigada por nos premiar com suas maravilhosas explanações sobre ideias que às vezes nos passam despercebidas. Como essa das minhocas X formigas, por exemplo. Me lembrou o Mestre Augusto Ruschi, que certa ocasião passou 24 horas no meio da mata observando um formigueiro.

    ResponderExcluir
  4. Olá Efrain...aq é o Gideão santos,,,,gostaria que postasse um aviso (no seu blog)assim que o livro ecologia da restauração estiver a venda. abraço e sucesso...

    ResponderExcluir
  5. Já está à venda. Escreva para vendas@editoraplanta.com.br com Keyla

    ResponderExcluir
  6. sensacional, brigada pelas informações

    ResponderExcluir